quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Cebola e Salsa: Risoto de Limão

Cebola e Salsa: Risoto de Limão: "Hoje temos um risoto muito prático, saboroso e exótico por ter como base uma fruta para um prato principal. Com certeza você fará o maior su..."

domingo, 5 de setembro de 2010

Sorteio do livro "O Clube do Filme"

A promoção está encerrada.

Mas, devido a problemas no sorteie.me o sorteio foi adiado, embora não tenha data prevista.

Não se preocupem o livro será sorteado o mais rápido possível.

Agradeço a compreenção.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Resenha: As Brumas de Avalon: A Grande Rainha - Marion Z. Bradley

Publicado originalmente no Livros Fantásticos que está sempre com grandes novidades.

Livro: A Grande Rainha – Série Brumas de Avalon de Marion Zimmer Bradley.
É pessoal andei meio sumido né? Mas... Cá estou eu para trazer a resenha do segundo volume de As Brumas de Avalon. Espero que alguém já tenha começado a ler essa série incrível.
Sinopse
A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O Prisioneiro da Árvore são os quatro volumes que compõem As Brumas de Avalon - a grande obra de Marion Zimmer Bradley -, que reconta a lenda do rei Artur através da perspectiva de suas heroínas.
Guinevere se casou com Artur por determinação do pai, mas era apaixonada por Lancelote. Ela não conseguiu dar um filho e herdeiro para o marido, o que gera sérias conseqüências políticas para o reino de Camelot. Sua dedicação ao cristianismo acaba colocando Artur, e com ele toda a Bretanha, sob a influência dos padres cristãos, apesar de ser juramento de respeitar a velha religião de Avalon.
Além da mãe de Artur, Igraine e de Viviane, a Senhora do Lago que é a Grande Sacerdotisa de Avalon, uma outra mulher é fundamental na trama: Morgana, a irmã de Artur.
Ela é vibrante, ardente em seus amores e em suas fidelidades, e polariza a história com Guinevere, constituindo-se em a sua grande rival. Sendo uma sacerdotisa de Avalon, ela tem a Visão, o que a transforma em uma mulher atormentada.
Trata-se, acima de tudo, da história do conflito entre o cristianismo, representado por Guinevere, e da velha religião de Avalon, representada por Morgana.
Ao acompanhar a evolução da história de Guinevere e de Morgana, assim como dos numerosos personagens que as cercam, acompanhamos também o destino das terras que mais tarde seriam conhecidas com Grã-Bretanha.
As Brumas de Avalon evoca uma Bretanha que é ao mesmo tempo real e lendária - desde as suas desesperadas guerras pela sobrevivência contra a invasão saxônica até as tragédias que acompanham Artur até a sua morte e o fim da influência mítica por ele representada.
Igraine, Viviane, Guinevere e Morgana revelam através da história de suas vidas e sentimentos a lenda do rei Artur, como se ela fosse nova e original.
Segue Resenha...
Esse volume começa pouco depois da coroação de Arthur como Grande Rei da Bretanha. Veremos como as personagens amadureceram com o decorrer do tempo e como enfrentarão as conseqüências das suas escolhas.
Morgana está morando com sua tia Morgause, rainha de Orkney. Nesse castelo nasce Mordred, filho da união de Arthur e Morgana.
A personagem que recebe maior destaque é Guinevere, a princesa escolhida para se casar com Arthur e se tornar a Grande Rainha da Bretanha.
Uma cristã fanática, com idéias extremamente patriarcais e um profundo complexo de inferioridade por ser mulher. Guinevere se apaixona perdidamente por Lancelote, o principal cavaleiro da Távola Redonda, desde que o viu pela primeira vez.
Por não conseguir dar um filho à Arthur, entende que Deus a está castigando por ser adúltera. Assim, para se redimir, Guinevere faz com Arthur se torne o mais cristão dos reis da Bretanha e impõe à Corte um estilo de vida cristão cada vez mais radical.
Morgana se torna alvo do ódio de Guinevere, primeiro, por não aceitar se tornar uma cristã e viver livre como uma mulher pagã; Segundo, porque Guinevere sente ciúmes do relacionamento dela e Lancelote. Esse será o maior embate do livro, pois Morgana representa a mulher pagã, forte e livre; e Guinevere representa as leis cristãs e uma mulher mais frágil, porém forte em certos aspectos. Essa rivalidade promete muitas emoções.
Arthur crê que ele é o culpado por não terem um filho, portanto permite que Guinevere se deite com Lancelote, seu melhor amigo, para ter um herdeiro ao trono.
Com o tempo Morgana passa a se isolar de tudo e de todos no país das fadas , onde o tempo não é exatamente como o nosso.
Igraine, a mãe de Arthur e Morgana morre sem saber que estes tiveram um filho juntos.
Aguardem o próximo volume. E prometo que não demorarei tanto assim para trazer a continuação.
Até mais.

Até a próxima e comentários só ajudam no desenvolvimento...

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Post Novo no meu Blog de Gastronomia

Cebola e Salsa: Menu Marrocos #1 - Entrada: "Boa Noite... Hoje vamos a uma das muitas entradas marroquinas, lembrando que normalmente são algum tipo de salada. Para esse post escolhi a..."

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Resenha: As Brumas de Avalon: A Senhora da Magia - Marion Z. Bradley

Publicado originalmente no Livros Fantásticos sua visita é muito importante.

Uma única história pode ter diversas versões, tudo depende apenas de onde estamos presenciando essa história e qual a nossa perspectiva quanto a ela.
Um exemplo clássico é a história do Rei Arthur. Sabemos que existem centenas, talvez milhares de versões para ma mesma história. O que as diferencia é a forma como são contadas, portanto cada versão é uma história única de uma única história.
E podemos dizer Marion Z. Bradley tornou uma história que já estava ficando batida com o tempo na mais célebre versão dos contos do Rei Arthur. Trazendo a perspectiva das mulheres por trás do trono de Arthur ela nos faz entender algumas pequenas lacunas na história.
As Brumas de Avalon é uma série constituída por 4 volumes, sendo eles:



• A Senhora da Magia;

• A Grande Rainha;

• O Gamo Rei;

• e O Prisioneiro da Árvore.
As Brumas de Avalon não é um romance para ler e ser esquecido rapidamente, por tratar de assuntos tão profundos ele deve acompanhar-nos nos diversos campos da nossa vida.
Em uma época que as mulheres eram deixadas de lado por serem tidas como o sexo frágil, Marion nos surpreende com sua narrativa onde estas mesmas antes denegridas se tornam o eixo que move essa história e consequentemente todos os pequenos detalhes dela, pois em cada acontecimento podemos perceber a influencia delas.
Além desse tema, Marion ainda nos contempla com a revelação do misticismo por trás da famosa espada Excalibur e ritos pagãos que foram suprimidos pela cristianização. Tudo isso envolto na política que unia ou desencadeava guerras entre os povos.
Falando apenas do primeiro volume, A Senhora da Magia, vemos que na primeira parte a história foca principalmente a vida cotidiana Igraine, a jovem pagã que é casada contra a vontade com o Duque da Cornualha e vê-se pressionada por Avalon a se casar com Uther Pendragon e gerar a criança que salvará a Bretanha. Junto com sua filha, Morgana, ela passa por momentos difíceis e alguns felizes.
Igraine era totalmente apaixonada por Uther e logo cumpriu o que Avalon lhe pedia, porém cortou relações com o paganismo se comportando como uma cristã fervorosa, embora em segredo adorasse a Deusa de Avalon.
Já o restante do volume aborda a adolescência de Morgana que é levada por Viviane, irmã mais velha de Igraine, para ser treinada em Avalon para se tornar uma sacerdotisa de Avalon.
Quando Morgana cumpre um dos rituais para gerar um filho para Avalon sua relação com Viviane se deteriora ao ponto de Morgana abandonar o sacerdócio e também a ilha de Avalon.
Ao lermos A Senhora da Magia temos que ter algumas coisas em mente. Qual era o papel da mulher? Quais eram as conseqüências dos casamentos arranjados? Qual era o significado por trás da entrega da espada?
Posso dizer sem sombra de dúvida que As Brumas de Avalon é um livro que nos leva a outro patamar na leitura nos fazendo ir ainda mais fundo n contexto histórico por trás da narrativa.
Boa Leitura... No próximo post trarei o segundo volume, A Grande Rainha.

Comentem é de graça... e a saga continua nos próximos posts.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Loja do Altivo + Guardando Memórias entregam o livro O Clube do Filme

Em parceria com a Loja do Altivo iremos sortear um livro O Clube do Filme - David Gilmour. Veja sinopse aqui.

Para participar é muito fácil. Basta:

1 – Seguir o Blog, como na imagem abaixo;






2 – Residir no Brasil;

3 – Seguir os perfis da Loja do Altivo e do Eliel Carvalho:


4 – Deixar um comentário nesse post;

5 – Divulgar a frase no Twitter:

RT Sorteio @lojadoaltivo + @elliellkarvalho: Também quero participar do “O Clube do Filme” http://migre.me/11Y0K Participe!

A promoção terá inicio hoje, 03/08/10, será válida até as 23:59 hs do dia 31/08/10. O sorteio será feito pelo sorteie.me e o resultado será divulgado dia 01/09/10. O sorteado terá 3 dias para responder o email que será enviado com os dados de entrega.

Boa Sorte a Todos.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Sinopse: O Clube do Filme - David Gilmour

Um pai. Um filho. Três filmes por semana.

"É um relato sincero sobre como é difícil crescer, como é difícil ver alguém crescer e como no meio da raiva e da desordem de uma família não há nada tão bem-vindo quanto um filme." - The New York Times

Sinopse: Eram tempos difíceis para David Gilmour: sem trabalho fixo, com o dinheiro curto e o filho de 15 anos colecionando reprovações em todas as matérias do ensino médio. Diante da desorientação e da infelicidade desse filho-problema, o pai faz uma oferta fora dos padrões: o garoto poderia sair da escola - e ficar sem trabalhar e sem pagar aluguel - desde que assistisse semanalmente a três filmes escolhidos pelo pai. Com essa aposta diferente na recuperação e na formação de um rapaz que está "perdido", formaram o clube do filme. Semana a semana, lado a lado, pai e filho viam e discutiam o melhor (e, ocasionalmente, o pior) do cinema: de A Doce Vida (o clássico de Federico Fellini) a Instinto Selvagem (o thriller sensual estrelado por Sharon Stone); de Os Reis do Iê, Iê, Iê (hit cinematográfico da Beatlemania) a O Iluminado (interpretação primorosa de Jack Nicholson, dirigido por Stanley Kubrick); de O Poderoso Chefão (um dos integrantes das listas de "melhores filmes de todos os tempos") a Amores Expressos (cult romântico e contemporâneo do chinês Wong Kar-Way).
Essas sessões os mantinham em constante diálogo - sobre mulheres, música, dor de cotovelo, trabalho, drogas, amor, amizade -, e abriam as portas para o universo interior do adolescente, num momento em que os pais geralmente as encontram fechadas.
David Gilmour, crítico de cinema e escritor premiado, oferece uma percepção singular sobre filmes, roteiros, diretores e atores inesquecíveis ao relatar essa vivência com olho clínico e muita sinceridade. O autor emociona ao colocar os leitores diante da descoberta da vida adulta pelos olhos de um jovem e dos dilemas da adolescência administrados por um pai muito presente. Nas palavras de Gilmour: "É um exemplo do que o cinema é capaz, de como os filmes podem vencer suas defesas e realmente atingir seu coração."

Logo que possível disponibilizarei a resenha desse livro fantástico...

sábado, 31 de julho de 2010

Um pouco de Música # 3 - True Colors - Glee Cast

Hoje uma das versões do seriado Glee. True Colors ficou famosa na voz da grande Cyndi Lauper e agora temos a versão do Glee, que por sinal é um ótimo seriado de música (não tem nada a ver com HSM)




You with the sad eyes
don't be discouraged
oh I realize
it's hard to take courage
in a world full of people
you can lose sight of it all
and the darkness inside you
can make you fell so small

But I see your true colors
shining through
I see your true colors
and that's why I love you
so don't be afraid to let them show
your true colors
true colors are beautiful
like a rainbow

Show me a smile then
don't be unhappy, can't remember
when I last saw you laughing
if this world makes you crazy
and you've taken all you can bear
you call me up
because you know I'll be there

And I'll see your true colors
shining through
I see your true colors
and that's why I love you
so don't be afraid to let them show
your true colors
true colors are beautiful
like a rainbow
Você, com olhos tristes,
Não fique desanimada.
Oh, eu sei,
É difícil criar coragem,
Num mundo cheio de pessoas
Você pode perder tudo de vista,
E a escuridão dentro de você
Pode te fazer sentir tão insignificante...

Mas eu vejo quem você suas verdadeias cores
Brilhando por dentro.
Eu vejo suas verdadeiras cores,
E é por isso que eu te amo.
Então não tenha medo de deixar aparecer,
Suas verdadeiras cores,
Verdadeiras cores
São lindas
Como um arco-íris.

Mostre-me um sorriso então,
Não fique infeliz, não me lembro
Quando foi a última vez que vi você rindo.
Se este mundo te deixa louca
E você aguentou tudo que consegue tolerar,
Me chame,
Porque você sabe que estarei lá...

E eu verei sua verdadeiras cores,
Brilhando por dentro.
Eu vejo suas verdadeiras cores,
E é por isso que eu te amo.
Então não tenha medo de deixar aparecer,
Suas verdadeiras cores,
Verdairas cores,
São lindas
Como um arco-íris.

Não devemos ter medo se ser que realmente somos. Sempre haverá pessoas que nos amarão pelo que somos... Não devemos ser quem não somos para sermos aceitos. Isso não é verdadeira amizade, pois amigos são aqueles que estão ao nosso lado pelo que somos e não pelo o que temos ou parecemos.

Pensem e comentem

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Resenha: Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden (Livros Fantásticos)

Publicado originalmente no Livros Fantásticos não deixem de visitar o site é ótimo.

Ela se pinta para esconder o seu rosto. Seus olhos são águas profundas. O resto é escuridão. O resto é segredo. Estas não são as memórias de uma Imperatriz, nem de uma Rainha. Estas são memórias de outro tipo.

Memórias de uma das mais famosas gueixas do Japão: Nitta Sayuri. Ela nos conduz por um mundo onde o que conta são as aparências, onde mulheres são treinadas para a sedução e o amor não passa de uma ilusão.
Tudo começa em 1929, quando Sayuri uma criança de apenas 9 anos de idade é vendida como escrava junto com sua irmã.
Sua vida em Gion não é fácil, constantemente é alvo das armadilhas de Hatsumomo, uma gueixa que vive na mesma casa de gueixas que Sayuri. Desde cedo ela treinada nas artes da dança, da música, das vestimentas, da maquiagem e de servir saquê, para ser uma grande gueixa.
Quando criança perde de vista todos os seus objetivos, não tinha mais uma razão para viver até que conhece um homem que pode mudar sua vida. Sayuri finalmente conhece o amor, então decide se dedicar a arte de ser gueixa para conhecer o homem que ama e que se quer sabe que ela existe.
Nesse jogo de sedução, Sayuri, conhece muitos homens influentes, brinca com corações, apenas para chegar mais perto da única pessoa que ama. Mas gueixas não devem se apaixonar.
Um livro fantástico escrito por Arthur Golden que mergulha fundo nas memórias nunca antes reveladas de uma gueixa. Ele nos trás detalhes da cultura e da história japonesa pelos exóticos olhos claros de uma simples gueixa.
Mas por que uma gueixa desejaria registrar suas memórias, já que como as prostitutas – inferiores às gueixas – são poços de total confiança de seus amantes? A resposta de Sayuri é muito vaga. A verdadeira razão deve ter sido a única informação que fora mantida em segredo, portanto cabe a cada leitor tentar descobrir qual teria sido a verdadeira razão.
Quebre seus preconceitos contra essa classe e descubra o quão interessante é a vida dessas artistas japonesas. Você vai se comover com essas sinceras memórias que nos levam a sentir a verdadeira magia de se ler: a de participar da história.
Vale lembrar que Memórias de uma Gueixa também foi adaptado para o cinema em 2005 pela Columbia Pictures.
Boa leitura, ou melhor, boa descoberta.
 Comentem para que as melhoras venham.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Resenha: Chocolate - Joanne Harris (Livros Fantásticos)

Publicado originalmente no Livros Fantásticos por este que vos escreve:

Com certeza você já assistiu ou ouviu falar do filme Chocolate, estrelado por Juliette Binoche e Johnny Depp. Em minha opinião um filme fantástico, mas não é sobre o filme que eu gostaria de escrever. Na verdade, gostaria de escrever sobre o livro.

Isso mesmo existe o livro Chocolate, embora muitas pessoas não saibam. Quando vamos ao cinema assistir um filme que foi baseado em algum livro e depois o lemos, na maioria das vezes, chegamos à conclusão que o livro foi melhor do que o filme. Nesse caso podemos dizer que tanto o livro quanto o filme foram feitos de forma maravilhosamente emocionante.
Vianne Rocher é uma jovem mãe solteira que se muda para uma pacata cidade do interior da França, uma cidade muito conservadora por sinal onde a igreja local mantém seus fiéis na linha.
Ela chega à cidade justamente na época da Quaresma decidida a abrir uma loja de chocolates, bem em frente à igreja. A população se sente atraída por aquela nova loja, mas por desaprovação do Sr. Reynaud a população tem certeza de que a loja não vá durar muito tempo.
Porém, aos poucos Vianne consegue atrair os moradores da cidade para sua loja com sua incrível habilidade de adivinhar o sabor favorito das pessoas. Durante todo o período da Quaresma a loja de Vianne continua de portas abertas apesar de tudo.
Aos poucos os pequenos segredos dos habitantes são revelados com a chegada da chocolaterie de Vianne, segredos esses que deveriam estar sob uma máscara perante a igreja.
Uma boa dose de problemas, recheado com pequenos segredos, coberto com uma linda história de amor, com uma pitada de sarcasmo e... é claro, muito chocolate.
A forma que Joanne Harris nos conta esta história nos prende do começo ao fim com sua forma mais do que doce de escrever.
Por isso eu recomendo tanto o livro quanto o filme – principalmente se for acompanhado de chocolate. Boa leitura e bom filme.
 Pessoal visitem o site e deixe comentários... Não custa nada e ainda ajuda a melhorar

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Promoção do Blog Dear Book

Hoje lançamos mais uma promoção! O livro é o grande sucesso da Editora Agir "Calafrio" da autora Maggie Stiefvater!
Visitem o blog Dear Book e participem também dessa promoção...
Até mais

terça-feira, 27 de julho de 2010

Relfexão Sobre os Gansos

Pensamentos soltos nos levam por caminhos antes desconhecidos, mas se estes forem bem guiados nos levam à sabedoria.
Foi em um dia desses que de repente me vi pensando na vida e nos gansos... Como as nossas relações seriam tão mais fáceis se fossemos hulmides o suficiente para aprendermos com criaturas consideradas inferiores...
Ao vermos uma grande formaçao em "V" de gansos cortar os céus deveriamos parar para pensar no que podemos aprender de algo tão simples...
Ao voarem dessa forma o desempenho das aves é aumentado consideravelmente, o que não aconteceria se estas voassem sozinhas.
Se por acaso uma das aves sai da formação logo sente a resistência do ar e rapidamente volta para o "V".
Para não sobrecarregar nenhuma das aves elas revesam a posição de líder da formação, enquanto as outras grasnam para incentivar às da dianteira.
Quando uma das aves é ferida ou fica doente duas outras aves saem da formação para aconpanhá-la até que se recupere ou morra. Só depois que voltam para a formação.
Além disso, os gansos são as aves mais fiéis do mundo, quando estes encontram um parceiro vivem com eles até a morte...

Que lição importante Humanos...
Sempre que vamos para uma mesma direção é muito mais rápido e prático nos ajudarmos para atigir um objetivo em comum...
"Voar"sozinho é muito mais dificil...  ajude os que precisam e seja humilde para aceitar ajuda também...
Somos dependentes uns dos outros, portanto divida as tarefas para que ninguem fique sobrecarregado...
Que nossas palavras sejam sempre de incentivo e não de desencorajamento...
Sejamos os melhores amigos por estarmos presentes nos bons e maus momentos...
E por ultimo... Sejamos fiéis com todos, nossos familiares, amigos, empregados, patrões, amores etc...
Creio que essa última será a mais dificil para nós, sempre nos gabamos por sermos as criaturas mais inteligentes, mas cabe a nós usarmos essa inteligencia para aprendermos com tudo e todos a nossa volta...

Um Pouco de Música #2 - Memory - Cat's

Em mais uma edição de Um Pouco de Música apresento a música Memory, uma das mais conhecidas do musical Cats. Na minha humilde opinião uma música cheia de significado.
Aproveitem...




Midnight
Not a sound from the pavement
Has the moon lost her memory?
She is smiling alone
In the lamplight
The withered leaves collect at my feet
And the wind begins to moan

Memory
All alone in the moonlight
I can smile at the old days
I was beautiful then
I remember the time I knew what happiness was
Let the memory live again

Every streetlamp
Seems to beat a fatalistic warning
Someone mutters
And the streetlamp gutters
And soon it will be morning

Daylight
I must wait for the sunrise
I must think of a new life
And I musn't give in
When the dawn comes
Tonight will be a memory too
And a new day will begin

Burnt out ends of smoky days
The stale cold smell of morning
The streetlamp dies, another night is over
Another day is dawning

Touch me
It's so easy to leave me
All alone with the memory
Of my days in the sun
If you touch me
You'll understand what happiness is

Look
A new day has begun
Meia noite, nem um som da rua
A lua perdeu sua memória?
Ela está rindo sozinha
Na luz das lampadas
as folhas secas se recolhem aos meus pés
e o vento começa a se afligir

Lembrança, totalmente sozinha a luz da lua
Eu posso sorrir nos dias passados
Eu era bonita então
eu me lembro
do tempo que eu conheci o que era felicidade
Deixe a lembrança viver novamente

Todas as lampadas da rua
Parecem piscar
Um aviso fatálista
Alguem murmura
E as lampadas da rua se apagam
E logo será de manhã

Luz do dia, eu devo esperar pelo nascer do sol
Eu devo pensar em uma nova vida
Eu devo partir
Quando o amanhecer se aproxima
Essa noite será uma lembrança tambem
E uma nova vida começará

Queimar os fims dos dias esfumaçados
O frio envelhecer cheira a manhã
As lampadas da rua morreram
Outra noite se acabou
Outro dia está nascendo

Toque - me, É tão fácil de me abandonar
Sozinha com uma lembrança
Dos meus dias no sol
Se você me tocar
Você entenderá o que é felicidade

Olhe, um novo dia começou

A mensagem dessa música é muito especial, pois ela nos faz parar para meditar que se nós nos esqueçermos de nossas memórias não teriamos a bagagem suficiente para seguirmos em frente, para um novo dia...
Pare, pense e comente...

Até a próxima...

sábado, 24 de julho de 2010

Homenagem ao Dia do Escritor (Estante Virtual)

Ontem, 23 de Julho, a Estante Virtual fez um post muito interessante para todos que querem se aventurar no mundo das palavras, mas não sabe como começar. Segue o post:
Tornar-se um escritor! Esse é o sonho de muitos amantes da literatura. Mas escrever envolve muito mais do que, apenas, vontade. Autores consagrados garantem que o trabalho é árduo e um dos maiores desafios é conquistar e envolver o leitor a partir da escrita. Próximo ao Dia do Escritor (25 de julho) além de parabenizá-los por seu trabalho, nosso objetivo é repassar suas dicas para quem deseja tornar-se um deles. Se escrever um livro também é o seu sonho, anote as dicas de quem entende do assunto. Lápis e papel na mão, seu primeiro livro pode começar aqui!
Nosso primeiro conselheiro é o renomado e já falecido escritor George Orwell, autor das famosas obras 1984 e A Revolução dos Bichos. No ensaio Politics and the English Language, publicado em 1946, ele garante que para uma escrita eficiente, um aspirante a escritor:
1. Nunca deve usar metáforas, ironias ou outras figuras de linguagem clichês.
2. Deve cortar palavras sem prejuízo do sentido final.
3. Não deve usar o tempo passivo se pode-se fazer uso da voz ativa.
4. Não deve utilizar estrangeirismos, palavras muito técnicas ou jargões quando se tem palavras usuais e de sentido equivalente.
Já o escritor e jornalista colombiano Gabriel García Márquez faz advertências aos escritores. O texto original em espanhol pode ser lido na Biblioteca Digital Ciudad Seva.
1. Uma coisa é uma história longa e outra é uma história alongada.
2. O final de uma história deve ser escrito quando você ainda estiver na metade.
3. O autor lembra mais facilmente como uma história termina do que como ela começa.
4. É mais fácil atrair a atenção de um coelho que a de um leitor.
5. É necessário começar com a intenção de que se escreverá a melhor coisa (jamais escrita) porque logo essa vontade diminui.
6. Se você se aborrece escrevendo, o leitor se aborrece lendo.
7. Não force o leitor a ler uma frase novamente para compreender seu sentido.
O mestre do suspense, Stephen King, também dá dicas na sua autobiografia On Writting – A Memoir of the Craft:
1. Vá direto ao ponto. Não desperdice tempo do leitor com introduções longas.
2. Escreva um rascunho e deixe descansando na gaveta por algum tempo. Só assim é possível se distanciar do texto para então editá-lo, fazer cortes e melhorias.
3. Corte seu texto. Retire frases, capítulos, tudo o que for supérfluo para passar sua mensagem com mais clareza. Segundo Stephen King, 10% de corte do texto é uma boa média.
4. Leia e escreva muito. Assim você tem inspiração para novos temas e aprende o que não deve fazer!
6. Se as críticas surgirem, King afirma: não se prenda muito ao que os outros pensam ou você não fará seu trabalho. Sua escrita, provavelmente se tornará pior e menos divertida.
No Brasil, o escritor Flávio Carneiro também dá seu recado em uma entrevista exclusiva para a Estante Virtual. Ele nos conta que decidiu ser escritor por uma influência de seu pai: “Meu pai é um grande contador de histórias, desses contadores de causos que a gente não encontra mais. Quando vi já estava escrevendo contos também e alimentando o sonho de ser escritor”, relembra o autor.
Para Carneiro, o maior desafio na vida de um escritor pode ser finalizar suas obras. “É sempre uma grande aventura, nem sempre com final feliz. Já abandonei algumas histórias no meio e isso é algo bastante difícil de fazer”. A inspiração, ele busca em fatos da vida, sonhos e outros livros. “Os sebos são uma boa fonte de inspiração pelos livros em si e também pelas dedicatórias. É bom muito ler livros comprados em sebos com dedicatórias feitas à mão”, revela o escritor.
Segundo o autor, o grande segredo de um escritor está na paciência! “É preciso ter paciência. Muita paciência. O processo de escrever um livro é demorado, exige dedicação e calma. É preciso reescrever muito mais do escrever. E seu texto só está pronto quando você puder olhar pra ele e dizer, com sinceridade: se esse texto fosse um livro, de outro autor, eu gostaria muito de lê-lo. Só então, é hora de se preocupar em publicar”. Para quem encontra dificuldades para divulgar suas primeiras obras, ele dá a dica: “A Internet é o melhor caminho. Os sites de relacionamento e os blogs também”. A participação em oficinas literárias e concursos, igualmente, rendem bons frutos. Segundo o autor, neles é possível ter contato com outros escritores, ver o que estão fazendo e dividir experiências.
Se você também tem suas dicas, não deixe de compartilhar comentando este post.
Isso me incentivou a desenterrar alguns projetos.
O que acharam? Comentem... 
Até o próximo post.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Um Pouco de Música #1 - Try Sleeping with a Broken Heart - Alicia Keys

Hoje estou iniciando uma nova seção aqui no blog. Trata-se de um espaço para falar um pouco de música - mas isso é óbvio - mas o objetivo é fazer com que ao ouvirmos alguma música possamos parar e pensar na mensagem que ela nos traz.
Vamos começar com Alicia Keys interpretandoTry Sleeping With a Broken Heart




Even if you were a million miles away
I could still feel you in my bed
Near me, touch me, feel me
And even in the bottom of the sea
I can still hear inside my head
Telling me, touch me, feel me
And all the time you were telling me lies

So tonight I'm gonna find a way to make it without you
Tonight I'm gonna find a way to make it without you
I'm gonna hold onto the times that we had
Tonight I'm gonna find a way to make it without you

Have you ever tried sleeping with a broken heart
Well you can try sleeping in my bed
Lonely, own me, nobody ever shut it down like you
You wore the crown, you make my body feel heaven-bound

Why don't you hold me, need me, I thought you told me
You'd never leave me

Looking in the sky I can see your face
And I knew right where I'd fit in
Take me, make me
You know that I'll always be in love with you
Right til the end


So tonight I'm gonna find a way to make it without you
Tonight I'm gonna find a way to make it without you
I'm gonna hold onto the times that we had
Tonight I'm gonna find a way to make it without you

Anybody could have told you right from the start
It's bout fall apart
So rather than hold onto a broken dream
Or just hold onto love
And I could find a way to make it
Don't hold on too tight
I'll make it without you tonight


So tonight I'm gonna find a way to make it without you
Tonight I'm gonna find a way to make it without you
I'm gonna hold onto the times that we had
Tonight I'm gonna find a way to make it without you
Mesmo se você estivesse a um milhão de quilômetros de distância
Eu ainda poderia sentir você na minha cama
Perto de mim, me tocando, me sentindo
E mesmo no fundo do mar
Me falando, me tocando, me sentindo
E o tempo todo você estava me dizendo mentiras

Então hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você,
Hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você,
Eu vou me apegar às noites que tivemos
Hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você

Você já tentou dormir com o coração partido?
Bem, você pode tentar dormir na minha cama
Solitária, sozinha, ninguém nunca me fechou como você
Você usou a coroa, você me fez tocar o céu


Porque você não me abraça, precisa de mim, eu pensei que você tinha dito
Que nunca me deixaria.

Olhando para o céu eu posso ver seu rosto
E eu sabia onde me encaixar
Me leve, me faça
Você sabe que eu sempre vou estar apaixonada por você
Até o fim

Então hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você,
Hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você,
Eu vou me apegar às noites que tivemos
Hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você,

Qualquer um poderia ter dito desde o começo
Que estava prestes a acabar
Então melhor do que se apegar a um sonho perdido
Ou só se apegar ao amor
E eu poderia achar um jeito de sobreviver
Não aperte muito forte
Eu vou sobreviver sem você hoje à noite

Então hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você,
Hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você,
Eu vou me apegar às noites que tivemos
Hoje à noite eu vou arrumar um jeito de sobreviver sem você

Essa música é fantástica...
Comentem e digam o que pensam

sábado, 17 de julho de 2010

Livros Fantásticos

Pessoal post novo no Livros Fantásticos

Segundo Volume da série Brumas de Avalon... nao deixem de conferir

Voltando à Ativa

Depois de muito tempo sem postar nada (muito tempo MESMO, diga-se de passagem) estou voltando a escrever aqui. O culpado de ter indiretamente me motivado a voltar a escrever foi o @rafinhaspy que começou
um blog agora o Notas da Mente. Passem lá para compartilhar algumas notas mentais.

Resumo da Ópera: Estou voltando e espero trazer muitas novidades e conto com vocês pra dar certo.

Até mais.

P.S.: E para que não sabe também escrevo para o Livros Fantásticos e também estou voltando a escrever lá. Visitem sempre está cheio de novidades e é atualizado sempre. Vale muito a pena.

Follow me: @elliellkarvalho
Related Posts with Thumbnails